Skip to Content

Blog

Saiba mais sobre dedetização

Dedetização ou detetização

A palavra dedetização é utilizada com muita frequência por consumidores e pessoas que contratam esse tipo de serviço, mas a designação correta é Controle de Pragas. Algumas pessoas também costumam se referir ao serviço como detetização. A confusão entre essas palavras acontecem há muito tempo.

Segundo o dicionário Português, para aplicação do produto o correto é dedetizar, porque é derivado do DDT (diclorodifeniltricloroetano),um inseticida muito poderoso usado após a segunda guerra mundial para combater mosquitos e vetores da malária e do tifo, mas esse inseticida não é mais utilizado atualmente. Originalmente dedetizar significava aplicar o DDT, porém atualmente o termo é utilizado com frequência para se referir a uma aplicação de inseticida.

 

Outros termos para dedetização

Existem outros termos para se referir a métodos de eliminação de insetos. A maioria das empresas utilizam a nomenclatura “Controle de Pragas“, pois esse nome engloba não somente a “dedetização” que no caso é a desinsetização. O Controle de Pragas abrange todos os formatos que acabam com as pragas, ou seja a desinsetização, descupinização, desratização, desinfecção de reservatórios de água e outros.

 

 

Entre em contato com a Biofly e solicite um orçamento dos nossos serviços.http://www.biofly.com.br/orcamento/

READ MORE

A proliferação das pragas urbanas no verão

Como evitar a proliferação das pragas urbanas

As pragas urbanas se proliferam com  aumento da temperatura e chuvas torrenciais que contribuem significativamente para a proliferação de insetos como baratas, moscas, formigas, cupins, pernilongos e escorpiões. Existem diversos métodos para combater as pragas urbanas. Por isso é importante a avaliação de um técnico para que possa encontrar o foco do problema e descobrir a espécie de cada inseto, pois alguns insetos são mais resistentes que outros, exigindo assim uma aplicação especifica que seja possível combater essas pragas urbanas.

A melhor forma para combater a proliferação de pragas urbanas é a contratação de uma empresa especializada em controle de pragas, assim os técnicos poderão avaliar o melhor método para exterminar as pragas. A pulverização é o método mais utilizado para eliminação de insetos como baratas, cupins, formigas, pernilongos, escorpiões e outros.

Após a pulverização é recomendado que o local fique fechado por um período de 24 horas para uma melhor ação do produto aplicado.

 

Boas praticas para evitar pragas urbanas

Abaixo destacamos algumas dicas para evitar a proliferação das pragas urbanas, as dicas ajudam a manter o ambiente menos propicio para o aparecimento das pragas, mas não se deve descartar a dedetização realizada por uma empresa especializada.

Mantenha alimentos em recipientes fechados

Mantenha o ambiente limpo, livre de resto de comida como no fogão e na pia

Caixas de gordura devem estar sempre fechadas.

Telas nas janelas ajudam na prevenção contra moscas e outros insetos.

Separe o lixo em local adequado e nunca deixe exposto em área interna ou externa.

Utilizar lixeiras com tampa.

Limpe com frequência os armarios.

 

 

Quais doenças podem ser transmitidas devido a proliferação das pragas urbanas

As pragas urbanas são responsáveis por transmitir diversas doenças para seres humanos. As baratas não tem apenas um aspecto nojento, elas são responsáveis por transmitir diversas doenças como hepatite, tifo, hanseníase (lepra), assim como outras doenças gastroenterites. No caso as baratas portam esses agentes patogênicos em seus corpos, levando esses agentes por locais onde ela transita. Diversas doenças são transmitidas através de outros insetos e roedores, portanto a melhor maneira de prevenir um incomodo é consultar uma empresa especializada para a realização de uma desinsetização.

Entre em contato com a Biofly e solicite um orçamento: http://www.biofly.com.br/orcamento/

READ MORE

A Importância em realizar a dedetização em sua residência

Com que frequência deve ser realizado o controle de pragas

Para manter um ambiente livre de pragas como baratas, mosquitos, moscas e outros é necessário algumas medidas preventivas, assim como a realização de uma desinsetização por profissionais especializados, pois cabe a esses profissionais avaliar a área e identificar as espécies de pragas presentes. A partir desta análise, será possível adotar o procedimento mais adequado de acordo com as espécies para realizar a dedetização.

Existem técnicas e produtos específicos para cada ambiente da casa e para cada tipo de insetos e roedores.  Sendo assim, o recomendado para combater as pragas urbanas é realizar uma dedetização a cada seis meses, porém algumas variáveis podem mudar esse tempo para mais ou para menos. Uma das questões a ser analisada é a localização da sua residência para avaliar se existe uma atividade intensa de insetos, se possuem acesso com facilidade e se os vizinhos também estão tendo algum problema com insetos, como baratas, moscas, mosquitos, roedores e outros.

 

Sinais visíveis que indicam uma dedetização

Quando ocorre uma presença esporádica de insetos como mosquito, o caso pode ser solucionado com sprays aerosol comercializados em supermercados e outros locais, porém quando o surgimento desses insetos é elevado e junto ao aumento também aparecem baratas, formigas, moscas entre outros insetos é um sinal evidente que é necessário realizar um dedetização em sua residência.

O clima quente favorece a proliferação de insetos e a quantidade cresce rapidamente,  devido a esses fatores climáticos, uma dedetização deverá ser no inverno ou primavera, afim de prevenir esses problemas.

Como citado anteriormente o ideal é realizar uma dedetização a cada seis meses, então caso o prazo tenha vencido, especialistas sugerem que seja realizada uma nova dedetização afim de combater as pragas e prevenir problemas com insetos.

 

Dedetização emergencial

Existem situações que exige que a dedetização seja realizada com antecedência, devido a infestação de baratas, escorpiões, pulgas, mosquitos e outros. Sendo assim, é necessário que um especialista examine a área afim de detectar o foco do problema. O controle de pragas, ou seja a desinsetização,desratização e descupinização  deve ser realizado em toda a área da casa para que seja possível eliminar e controlar o aumento das pragas urbanas. Para efetuar um serviço de qualidade, é necessário buscar uma empresa de confiança e que ofereça uma garantia dos serviços.

Quer saber mais sobre nossos serviços? Solicite um orçamento: http://www.biofly.com.br/orcamento/

 

READ MORE

Saiba mais sobre o CAR – Cadastro Ambiental Rural

O que é o CAR (Cadastro Ambiental Rural)

O CAR tem como objetivo registrar informações ambientais dos imóveis rurais. Através desse registro será possível identificar e integrar informações ambientais das propriedades e posses rurais, visando um melhor planejamento ambiental, monitoramento e consequentemente a regularização ambiental.

Criado pela Lei 12.651/2012 no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente – SINIMA, o CAR se constitui em base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.

O CAR pertence ao Novo Código Florestal, Lei 12.651, e é obrigatório a todos os imóveis rurais. A partir de 28 de maio de 2017 não será concedido crédito agrícola à propriedades sem o cadastro. A nova data limite para conclusão do cadastro passa a ser 05 de maio de 2016.

 

Quais os benefícios do CAR (Cadastro Ambiental Rural)

– Obtenção de credito agrícola com as menores taxas

– Segurança jurídica de sua propriedade rural

– Contratação do seguro agrícola

– Linhas de financiamento para regularização

– Redução dos impostos rurais por dedução de áreas ambientais

– Redução de impostos para insumos e equipamentos na regularização

– Oportunidades de negocio utilizando cotas de reserva ambiental (CRAs)

 

Por que contratar um profissional para fazer meu CAR?

O CAR (Cadastro Ambiental Rural) é uma declaração que, pela lei pode ser realizado pelo próprio responsável, ou seja o produtor rural, porém para realizar o cadastramento é necessário diversas etapas que ocorrem antes do cadastramento como o mapeamento da vegetação nativa e as áreas abertas existentes na propriedade. Na pratica, as tarefas de delimitar as áreas  de APP e RL exigem a análise de imagens de satélite, visitas em campo para coleta de pontos faltantes, traçados de cursos d’água e, dependendo o caso, a elaboração do Programa de Recuperação Ambiental.

Sendo assim, é necessário a contratação de uma empresa especializada no assunto devido aos custos e problemas futuros de implicação no cadastro.

 

Entre em contato com a Biolfy e saiba como nossa equipe pode ajuda-lo a realizar o cadastramento, indicando o melhor caminho.

 

Quer saber mais? Fale conosco e solicite um orçamento.

READ MORE

Tudo o que você precisa saber sobre Licenciamento Ambiental

Segundo o IBAMA o Licenciamento Ambiental é uma obrigação legal prévia à instalação de qualquer empreendimento ou atividade potencialmente poluidora ou degradadora do meio ambiente e possui como uma de suas mais expressivas características a participação social na tomada de decisão, por meio da realização de Audiências Públicas como parte do processo.

O Licenciamento é um dos instrumentos de gestão ambiental estabelecido pela lei federal n° 6938, de 31/08/81, também conhecida como Lei da Política Nacional do Meio Ambiente.

Sendo assim, o licenciamento ambiental é o processo administrativo complexo que tramita perante a instância administrativa responsável pela gestão ambiental, seja no âmbito federal, estadual ou municipal, e que tem como objetivo assegurar a qualidade de vida da população por meio de um controle prévio e de um continuado acompanhamento das atividades humanas capazes de gerar impactos sobre o meio ambiente.

 

A finalidade

O Licenciamento Ambiental tem como objetivo avaliar impactos causados pelo empreendimento, como: seu potencial, ou sua capacidade de gerar líquidos poluentes (despejos e efluentes), resíduos sólidos, emissões atmosféricas, ruídos e o potencial de risco, como por exemplo explosões,incêndios e demais riscos ao meio ambiente.

O principal objetivo do licenciamento ambiental é fazer as atividades potencial ou efetivamente causadoras de degradação ao meio ambiente, pertencentes a particulares ou ao Poder Público, possam ser previamente analisadas e compatibilizadas.

De acordo com Ricardo Carneir, o licenciamento ambiental é um procedimento administrativo em que a licença ambiental desempenha o papel de ato administrativo que permite ao Poder Público estabelecer as condições, restrições e medidas de controle ambiental que deverão ser obedecidas pelo proponente da atividade potencial ou efetivamente degradadora no que diz respeito à localização, instalação, ampliação e operação.

 

Principais atividades sujeitas ao licenciamento ambiental

 Com o intuito de facilitar a atuação dos órgão e entidades ambientais competentes, e de fazer com que não seja dispensada a exigência do licenciamento ambiental para determinadas atividades que poderiam causar danos ao meio ambiente, a Resolução 237 do CONAMA, no Anexo 1, apontou uma lista com situações determinadas para as quais se recomenda o licenciamento ambiental. Sendo tão ampla a ponto de abranger praticamente todos os setores da atividade econômica, a referida lista merece ser resumida da seguinte forma:

I – Extração e tratamento de minerais

II – Indústria de produtos minerais não metálicos

III – Indústria metalúrgica

IV – Indústria mecânica

V – Indústria de material elétrico, eletrônico e comunicações

VI – Indústria de material de transporte

VII – Indústria de madeira

VIII – Indústria de papel e celulose

IX – Indústria de borracha

X – Indústria de couros e peles

XI – Indústria química

XII – Indústria de produtos de matéria plástica

XIII – Indústria têxtil, de vestuário, calçados e artefatos de tecidos

XIV – Indústria de produtos alimentares e bebidas

XV – Indústria de fumo

XVI – Indústrias diversas

XVII – Obras civis

XVIII – Serviços de utilidade

XIX – Transporte, terminais e depósitos

XX – Turismo

XX – Atividades diversas

XXI – Atividades agropecuárias

XXII – Uso de recursos naturais

 

Tipos de Licenças

As licenças ambientais resultam do procedimento exigido previamente à instalação de atividades ou empreendimentos potencialmente poluidores, qual seja: o licenciamento ambiental. Sendo assim, as licenças ambientais existentes são: licença prévia, licença de instalação e licença de operação.

A licença prévia destina-se à aprovação do projeto, envolvendo a localização e viabilidade e tem prazo máximo de 05 anos.

A seguir, para dar continuidade ao empreendimento será necessária a licença de instalação, que autoriza sua instalação e eventuais edificações, nos termos do projeto previamente aprovado, tendo duração máxima de 06 anos.

Por fim, a licença de operação é a última a ser concedida, desde que as condições estabelecidas nas licenças anteriores tenham sido cumpridas. Esta licença terá prazo mínimo de 04 anos e máximo de 10 anos.

 Quer saber mais? Fale conosco e solicite um orçamento.

 

 

 

READ MORE

Pragas urbanas: A importância da desinsetização em condomínios

 As pragas urbanas

Diversas pragas urbanas se proliferam em condomínios, sendo que muitas vezes esses insetos e roedores passam despercebidos por síndicos e moradores.

Normalmente essas pragas escolhem locais de difícil acesso para se proliferarem e somente quando ocorre uma infestação de baratas, formigas, aranhas e outros algum morador ou próprio sindico os encontra com maior frequência.

Para evitar esse tipo de transtorno o ideal é contratar uma empresa que realize esse tipo de serviço, podendo assim, estabelecer um cronograma, visando ao controle das pragas urbanas.

 

Por que dedetizar o condomínio

A dedetização, ou seja, a utilização de métodos de desinsetização é necessário em condomínios para assegurar a saúde dos moradores.

Através de métodos preventivos e serviços especializados que visam à eliminação e ao controle das pragas é possível manter um ambiente livre de doenças causadas pelas pragas urbanas. O serviço de dedetização (controle de pragas) é muito importante não somente para prevenir doenças, mas também para cumprir a legislação estabelecida pelo estado.

 

Quanto tempo dura uma dedetização

Podemos dizer que varia de acordo com cada local, pois depende do tamanho do ambiente e do grau de infestação. A pulverização tem uma duração de até 6 (seis) meses, porém em locais propícios para a proliferação destas pragas a dedetização deverá ser realizada com maior frequência.

As áreas comuns, salão de festas, lixeiras, entre outros locais devem ser constantemente examinados, visando não deixar resquícios de alimentos, pois isso atrai a presença de roedores, baratas, formigas e outros.

 

Eficácia do serviço

Hoje no mercado é possível encontrar diversas empresas, mas é muito importante a escolha da empresa certa para realizar o serviço de controle de pragas urbanas.

Algumas empresas não dispõem de uma equipe altamente especializada, assim como técnicos que realmente entendem do assunto. Não podemos esquecer se a empresa não tiver um técnico capacitado, não adianta produtos e maquinas eficazes, pois é muito importante a aplicação correta para eliminar as pragas urbanas e não prejudicar saúde dos condôminos.

Ficou com dúvidas? Fale conosco e solicite um orçamento: http://www.biofly.com.br/orcamento/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

READ MORE

Pragas Urbanas: Um risco eminente

A Biolfy oferece programas específicos para manter o ambiente livre de pragas e consequentemente com mais saúde. Com escritórios localizados em Florianópolis, Imbituba e Lajeado (RS), atendemos de forma estratégica e eficiente os nossos clientes.

Agora com a chegada do inverno e assim tendo temperaturas mais baixas o cuidado com o controle de pragas como baratas, percevejos, formigas, cupins, aranhas, pombos e outros não devem ser deixado de lado, principalmente em segmentos como restaurantes, bares, hospitais, clinicas, pousadas e hotéis.

Esses tipos de pragas não são apenas um incômodo para sua família ou clientes, mas sim transmissores de doenças, sendo que algumas delas podem levar à morte.

Normalmente as pragas se reproduzem no inverno e se proliferam no verão, época em que os animais são vistos com mais facilidade. Devido a esses fatores a Biolfy recomenda um controle de pragas integrado principalmente para os segmentos que necessitam um maior cuidado. Para residências e condomínios a dedetização deve ser realizada a cada seis meses, a fim de combater as pragas e evitar a proliferação.

A Biofly está pronta para atender toda a região da Grande Florianópolis (São José, Biguaçu, Palhoça e outras cidades), assim como outras regiões de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Entre em contato conosco e saiba mais.

Biofly – Licenciamento Ambiental e Controle de Pragas

(48) 4141 4515

READ MORE

Vocês sabe o que são pragas urbanas?

O ser humano convive com as pragas desde o inicio da humanidade. A denominação urbana começou utilizada assim que os homens deram os primeiros passos rumo à urbanização.

Pragas Urbanas são insetos ou pequenos animais que se reproduzem rapidamente e colocam em risco a saúde humana. Essas pragas costumam procriar no inverno e se proliferam no verão,época em que baratas,mosquitos,ratos,moscas,cupins e ratos são encontradas com maior facilidade.

As pragas urbanas têm por características biológicas o alto índice de resistência e a adaptação sobre os mais diversos meios. Por isso, o ambiente urbano torna-se o principal habitat para essas espécies, pois oferece condições como umidade, alimentação e muitos ambientes baldios

Veja abaixo um pouco mais sobre cada espécie de pragas urbanas .

 

* Baratas

– As baratas existem há 400 milhões de anos. São mais de 3.500 espécies, mas apenas um pequeno número está presente em ambientes urbanos (1%), trazendo prejuízos e transmitindo doenças.

– As duas espécies mais comuns são:

Barata Alemãzinha – Pequena, com aproximadamente 1,5 cm de comprimento, vive em média 150 dias.

Possui hábitos noturnos e esconde-se em locais próximos a sua fonte de alimento e umidade.

Barata Americana – Conhecida popularmente como barata voadora ou barata de esgoto, é a maior barata existente entre as espécies domésticas, chegando a 4 ou 5 cm de comprimento.

Costuma viver em locais úmidos e escuros, como fossas, porões, ralos, caixas de gorduras, embaixo de pias, etc.

Na fase adulta, essas baratas podem viver de 2 a 3 meses sem comida, porém não passam de 1 mês sem água. Em condições ideais, a vida média desta barata é de 14 a 15 meses.

 

11427759_10153912334357646_5726793346831853308_n* Mosquitos

São insetos de grande importância em saúde pública, podem ser considerados vetores (insetos que levam doenças aos seres humanos) de uma série de microorganismos capazes de desenvolver doenças sérias.

Aedes aegypti: responsável pela transmissão da Dengue.

Aedes albopictus: responsável pela transmissão de Febre Amarela, e em alguns países responsável pela transmissão da Dengue.

Anopheles: responsáveis pela transmissão da Malária.

Culex quinquefasciatus (pernilongo): presente em áreas urbanas pela presença de córregos e rios poluídos. Provoca, principalmente, incômodo em função de suas picadas e processos alérgicos. É também o responsável pela transmissão da Filariose (Elefantíase).

 

* Pulgas

As pulgas são pequenas e têm o corpo achatado lateralmente, o que facilita a sua movimentação entre os pêlos do hospedeiro (cão, gato, rato, homem), bem como entre frestas existentes no ambiente.

– Uma fêmea de pulga deposita geralmente de 200 a 400 ovos ao longo de sua vida. Os ovos são encontrados em diversos locais, em frestas de taco, cordão de carpete, estrado de cama, colchões, cobertores, etc.

– As fêmeas podem sobreviver de 2 meses a 1 ano sem se alimentar. É o período de dormência, que normalmente acontece quando o local fica fechado por um longo tempo.

– A pulga suporta até 7 vezes o peso dela.

 

* Cupins

Existem cerca de 2 mil espécies, das quais aproximadamente 100 consomem madeira;

– A colônia dos cupins é formada por operários, soldados, rainha e rei;

– A rainha dos cupins subterrâneos pode produzir até 3 mil ovos por dia no seu período de vida. E uma colônia adulta pode ter mais de 1 milhão de indivíduos.

 

* Ratos

Os roedores mais comuns em nosso meio são os ratos de telhado, camundongos e ratazanas.

Curiosidades:

– A população de roedores é superior à humana nos grandes centros urbanos.

– Estes animais se proliferam rapidamente, a fêmea do rato de telhado, por exemplo, está apta a se reproduzir aos 3 meses. Sua gestação é de 22 dias, se reproduzindo de 6 a 12 vezes por ano, com uma média de 12 filhotes por cria.

– A fêmea do camundongo tem de 5 a 6 ninhadas por ano gerando de 3 a 8 filhotes em cada uma delas;

– A fêmea do rato de forro tem de 4 a 8 ninhadas por ano gerando de 7 a 12 fihotes em cada uma delas;

– A fêmea da ratazana tem de 8 a 12 ninhadas por ano gerando de 7 a 12 filhotes em cada uma delas.

READ MORE